terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Em memória de D.Naílde

ao Jaime e ao Júlio


mar quebras macio
nos areais do Índico
e manso e morno

leva a tua mão a dar
quem te aguarda

é o Senhor


Inez Andrade Paes

1 comentário:

  1. A dor da saudade é imensa. Como é imensa e iluminada a Amizade que nos une. Abraço grande e grato Inez.

    ResponderEliminar